Saturday, December 12, 2009

Esperança

É o grito da noite o mais poderoso!
No silêncio...
No escuro...
No qual vejo minha vida escapar.

Sou um grão de areia apertada numa mão
Quero-me soltar, desta escravidão
Voar, nadar na imensidão do que realmente é viver.
Condenada ao nascer,
Sinto-me partir... Desvanecer...
Tudo é uma escuridão...
Mas...
Algo aqui dentro de meu coração...
Talvez... Sentimentos se chamem?
Fé, esperança...!!!
Existe neste momento Homens e Mulheres de bem
Que tentam soprar com todo seu fôlego as areias
Libertar...Salvar... Minha pobre alma e o que me resta de amor.

Elif, mulher de outro lugar
Corajosa, guerreira, uma Deusa piedosa.
Que me tenta salvar deste estandarte que não é lugar.
Será ela e outros minha, nossa, salvação?
As batidas do meu coração cantam diferente
É alimento alheio ao meu corpo
Um bálsamo de esperança.
Será que irei conhecer a cor da liberdade?
Será que saberei algum dia o que é viver,
Sobre a influência do amor e a liberdade?
Viver!
Respirar!
Amar!
Guardo agora um tesouro sagrado, uma nova Esperança.

2 comments:

anatomia said...

Libertar-me de tudo o que nunca tive e ter a esperança de ter ainda... sonhos, vida .. Ou apenas a ilusão de o conseguir..

Parabéns, é lindo!

cina said...

Obrigado pelo amavavel comentario!