Tuesday, April 21, 2009

CARTA PERDIDA... ( Ao meu amor)

Meu Amor...Love Letter Pictures, Images and Photos

... Ontem foi um daqueles dias, em que não parei. Viajei, passeei e lembrei-me. Embrulhei-me em tecidos de algodão, os mais frescos para a presente estação. Sonhei, fantasiei dei largas ao sentimento que se alojou em meu coração. Ainda te lembras desse dia, em que acordamos os nossos sonhos já perdidos?
Sabes, hoje deu-me aquela nostalgia, um friozinho na barriga. Deixei-me resvalar por aquele lamaçal enquanto percorria as folhas desgastadas dos versos sem sentido e os poemas descabidos. Por breves momentos meus olhos se turvaram com tamanho açoite. Fui interrompido daquele massacre, quando me deparei com a tua imagem. A colei contra ao peito, e foi quando ouvi tua voz gritar dentro de mim. Um fluxo repentino de carinho se estalou dentro de mim. Sorri de alegria, sorri por mais um momento perto de ti, apesar das gigantescas montanhas, dos vales profundos e das águas fundas que se atravessam diante de nós.
Sabes amor, não há nada neste mundo que seja um obstáculo para darmos asas ao nosso grande amor um pelo outro. Não são as fronteiras, os oceanos, ou as caminhadas que vão desatar nosso laço. Somente o sagrado mortal lúgubre poderá se interpor neste nosso grande amor.
Como já o fez uma vez... Hoje não sei porquê, deu-me uma vontande enorme de passear por esses caminhos sombrios. Os dedilhei um a um, dando-me um prazer enorme. Venci amor! Venci, aquele episódio soturno que asfixiou a cadência ao meu coração. Fostes tu amor, com a tua habilidosa canção de amor. Penetrou por ali adentro como uma flecha de cúpido, abalando todos os abafos. Sentindo novamente o pulsar do calor do amor. O nosso grande amor fez milagre, meu amor.
Sei que o que estás a pensar neste momento... Mas enquanto este coração cantar neste mundo, todos os dias te agradecerei e lembrarei que foi o carinho do teu amor que se mesclou ao meu e me deu vida.
Te amo minha querida, meu amor...

------x0x0x0x0

2 comments:

ANTONIO CAMBETA said...

Um artigo imensamente profundo recheado de sentimentos e de recordações belas onde o Amor vivia em toda a sua plenitute.
Por vezes é bom recordarmos esses momentos emq eu nos sentimos felizes e o pofderemos ser de novo, visto haver em nossos corações o Amor, embora haja algumas barreiras alguns obstáculos a ultrassar nada será impossível.
Estimada Amiga e Ilustre romancista e poetisa Alcina lhe desejo as maiores felicidades e que de novo se reuna junto daquele que tanto ama, um abraço amigo

Rigonati said...

Perfeito (: