Saturday, March 14, 2009

Homens Malvados

Frustrações solidificam o teu olhar
Vais moendo os fracassos no moinho do teu miolo.
Que resolves sempre com a mesma absurda solução,
Propagando a amência de copo na mão.

Temporal se instala, em teu sangue ferve a revolta
Sugando-te toda a razão.
A ira se apodera de ti, dominante,
Transformando-te mais uma vez em machão.

Tua ira é depositada naquela que chamas de amante.
A que fazes de escrava das tuas sádicas paranoías,
Noite atrás noite corrompes todas as leis.
Maltratas a mulher com quem trocas-te de anéis.

Sentes-te dono e senhor
Mas nada sabes sobre o amor.
Deixas que a ira te apeçonhe a alma
Por ser vida fácil e calma.

Teus dias estão contados.
Machões ninguém os quer nem por uns tostões,
As leis estão contra ti, porque tudo tem um fim.
Homens como tu são uns malvados.

3 comments:

DaiSantos said...

"Homens Malvados"... Quantos destes não há por ai! E nós, mulheres, cada vez mais belas e fortes... =)

Muito obrigada pelo selo, vou colocá-lo em breve! Bjinho

MACAU BANGKOK O MAR DO POETA said...

Estimada Amiga e Ilustre Poetisa Alcina, é bem verdade o mundo está imperganado de homens malvados, muitos deles inseridos na política, mas no nosso dia a dia vemos esses malvados destrunar corações e praticando o mal.
Felizmente que são uma minoria, e muitos e bons seres humanos continuam amando e contribuindo para o bem estar das outras pessoas.
Um poema forte, mas belo, adorei.
Um abraço amigo

Melqyahd said...

Gostei dos versos, moça. Retratam triste verdade. Os homens "malvados" agem tão somente com seu instinto. São mais irracionais do que os animais que dizemo-lo serem.
Força na luta contra estes!


Um beij.O^^


Melqyahd.